Gibis, tokusatsus, cinema e cultura pop em geral
 
InícioInício  Blog  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  

Novo Tópico   Responder ao tópicoCompartilhe | 
 

 Windows 8 Terá “Kill Switch” – Uma Ferramenta de Remoção Remota

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Kamen Rider
Imperador Sécular Gorgom
avatar

Mensagens : 1529
Data de inscrição : 19/09/2010

MensagemAssunto: Windows 8 Terá “Kill Switch” – Uma Ferramenta de Remoção Remota    Sab 20 Abr - 20:10



O muito antecipado sistema operacional Windows 8 terá uma característica que nunca foi encontrada em um PC antes: Um “Kill Switch" que pode apagar remotamente softwares e editar o código sem a permissão do usuário. Embora a Microsoft afirme que a chave só será usada para os softwares baixados a partir de sua loja de aplicativos, existem políticas oficiais que definem claramente o propósito real do “Kill Switch". Em outras palavras, nada é realmente considerado "ilegal" e que inclui questões relativas à espionagem, censura e liberdade de expressão.


Embora o “Kill Switch" esteja sendo promovido como uma "ferramenta contra malwares", ele pode potencialmente realizar muito, muito mais. Na verdade, não seria impossível ter todos os celulares inteligentes e PCs com o Windows simultaneamente desligados a qualquer momento. O seguinte artigo do Business Week também cita o caso infame da Amazon que remotamente excluiu dos usuários do Kindle e-readers de cópias ilegais de dois livros. Quais? Prepare-se para a ironia intensa ...1984 e Animal Farm de George Orwell.


O “Kill Switch" Vem Para o PC

Uma característica comum em celulares permitirá à Microsoft desabilitar remotamente malwares.


Janne Kytömäki, um desenvolvedor finlandês de softwares, estava cruzando o Android Market do Google (GOOG) para aplicativos de smartphones no ano passado, quando notou algo estranho. Dezenas de aplicações de best-sellers de repente listaram a mesma editora errada. Era como se o nome de Stephen King tivesse desaparecido das capas de seus livros e sido substituídos por um autor desconhecido. Kytömäki percebeu que o culpado era um pedaço de malware que estava-se espalhando rapidamente, e ele postou suas descobertas online.


O Google respondeu rapidamente. Ele usou um “Kill Switch" pouco conhecido, alcançando mais de 250.000 smartphones Android infectados e forçando-os á remoção do código malicioso. "Era uma espécie irreal, assistindo como que se desdobrando algo", disse Kytömäki, que faz simuladores de dados de aplicativos. Kill switches são coisas normais na maioria dos smartphones, tablets e e-readers. A Google, Apple (AAPL) e Amazon (AMZN), todas têm a capacidade de acessarem dispositivos para excluirem o conteúdo ilícito ou editarem o código sem a permissão dos usuários. É uma poderosa forma de bloquear as ameaças que se espalham rapidamente, mas é também uma mina terrestre de privacidade e segurança.


Com o lançamento do sistema operacional Windows 8 ainda este ano, milhões de PCs e laptops terão Kill switches pela primeira vez. A Microsoft (MSFT) não falou publicamente sobre suas razões para incluir esse recurso no Windows 8, além de um aviso secreto que poderia ser obrigado a usá-lo por razões legais ou de segurança. O recurso foi divulgado amplamente em um artigo citado do Computerworld em dezembro, quando a Microsoft publicou os termos de uso para a sua loja de novos aplicativos, um recurso no Windows 8, que permitirá aos usuários fazerem download de softwares de um portal controlado da Microsoft. O Windows smartphone, como os de seus concorrentes, incluíram o Kill Switch por vários anos, embora a exclusão do software "é um último recurso, e isso é raro", disse Todd Biggs, director de gerenciamento de produtos do Windows Marketplace por telefone.


A Microsoft se recusou a responder perguntas sobre o Kill Switch no Windows 8 que não sejam para dizer que só serão capazes de remover ou alterarem os aplicativos baixados através da nova App Store. Qualquer software carregado a partir de um flash drive, DVD ou directamente na Web, permanecerá fora do controle da Microsoft. Ainda assim, o Kill Switch é uma ferramenta que poderia ajudar a Microsoft a prevenir infecções de malware em massa. "Para a maioria dos usuários, a capacidade de remover remotamente os aplicativos é uma coisa boa", diz Charlie Miller, pesquisador do Accuvant, empresa de segurança.


A história dos Kill switches nos smartphones e e-readers sugere que eles são uma espada de dois gumes para as empresas que exercem eles. Em 2009, a Amazon acessou usuários do Kindle para excluirem cópias de e-books de George Orwell 1984 e Animal Farm, que tinham sido vendidas por uma editora sem os direitos necessários. A reacção que se seguiu causou ao CEO da Amazon Jeff Bezos chamando o movimento "estúpido, irrefletido, e dolorosamente fora de sintonia com nossos princípios."


A relutância das empresas de tecnologia para definirem políticas explícitas para quando se deve ou não usar opções do Kill Switch contribui para o medo de que será abusado. Direitos civis e defensores da liberdade de expressão se preocupam que as empresas de tecnologia poderiam ser pressionadas pelos governos para apagarem softwares ou dados por razões políticas. "Você tem alguém que tem controle absoluto sobre no meu disco rígido de maneira que podem nunca ter antecipado ou consentido", diz Eric Goldman, director do High Tech Law Institute da escola Santa Clara de Direito da Universidade da Califórnia. "Se eles usarem esse poder com sabedoria, eles realmente farão minha vida melhor. Nós não sabemos se eles usarão o poder com sabedoria. Na verdade, nós podemos nunca saber quando usam o seu poder em tudo."


Hiroshi Lockheimer, vice-presidente do Google, Android de engenharia, diz que a empresa busca reserva-se o uso da opção kill "realmente em casos chocantes, casos realmente óbvios" de conteúdos nocivos. Biggs da Microsoft diz que a empresa tem utilizado a funcionalidade em seus smartphones apenas para "questões técnicas e questões de conteúdo." A Apple não quis comentar. A Amazon não respondeu a várias mensagens.


Como muitos em sua profissão, Kevin Mahaffey, co-fundador do San Francisco Lookout de inicialização, que produz softwares de segurança para smartphones, expressa emoções mistas sobre a emergência dos kill switches. "As ferramentas de remoção remotas são muito mais uma resposta aos erros da era PC", diz ele. "Se é ou não é uma hiper-correcção, eu acho que a história nos dirá. Ele pode ser feito para a direita, mas nós, como indústria precisamos andar com cuidado. É fácil imaginar vários futuros distópicos que podem surgir a partir deste. "


Um defensor é Janne Kytömäki, o finlandês que descobriu o ataque de malware no Android. Ele diz que o Google fez a coisa certa, eliminando o malware sem a permissão dos usuários. "Qual era a alternativa?", Diz ele. "Deixar os aplicativos instalados nos celulares de 200.000 pessoas? Isso é algo que tinha de ser feito." - Business Week

Fonte: VigilantCitizen

_________________
"Quando ouço falar da cultura brasileira, já saco meu rolo de papel higiênico"

Olavo de Carvalho.


Compre aqui sua camiseta de tokusatsu

http://www.vitrinepix.com.br/clockup
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://clock-up.forum-livre.com
 

Windows 8 Terá “Kill Switch” – Uma Ferramenta de Remoção Remota

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você pode responder aos tópicos neste fórum
Clock Up :: Extras :: Ciências e Tecnologias-
Novo Tópico   Responder ao tópico
Forumeiros.com | © phpBB | Fórum grátis de ajuda | Fale conosco | Assinalar uma queixa | Criar um fórum